quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

TIC-TAC acelerado



Tempo

2013!
A cada ano parece que o tempo passa ainda mais rápido, é incrível como enquanto todos enfrentam uma intensa correria diária, os dias turbulentos, e a terrível falta de tempo, ainda assim parece que estamos “parados” no tempo. Você já notou isso?

Falo de fazer mil coisas ao mesmo tempo e quando você olha para trás, não fez “nada”, ou pelo menos, nada do que você realmente precisa, deveria, ou gostaria de fazer. Aposto que a maioria das pessoas passam por isso. Acredite você ou não, mas todos os dias faço uma breve reflexão sobre o tempo.

A crise dos 20 ainda me persegue, acabou de começar o ano e logo penso: “Meu Deus, logo farei 26 anos”. Ok deixo claro, não tenho medo de envelhecer, ao contrário. Aquele receio momentâneo que vem é o famoso pensamento: “Com 26 anos gostaria de ter aproveitado ainda mais coisas”, mesmo que eu esteja satisfeita e convicta que com a idade que tenho adquiri muitas experiências importantes, mas todo mundo quer mais do que pode, é característico do ser humano.

Engraçado que tudo o que penso e paro para refletir, acaba surgindo a lembrança de alguma música, livro e/ ou poesias que já li. E esta é famosa, deixo para vocês um poema infantil de Vinícius de Moraes.

Quem teve uma infância maravilhosa e bem aproveitada como a que eu tive, vai se lembrar:



O Relógio
(Vinícius de Moraes)

Passa, tempo, tic-tac
Tic-tac, passa, hora
Chega logo, tic-tac
Tic-tac, e vai-te embora
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora
Que já estou
Muito cansado
Já perdi
Toda a alegria
De fazer
Meu tic-tac
Dia e noite
Noite e dia
Tic-tac
Tic-tac

Até o próximo post...